Terrorismo: a grande ameaça do século

O terrorismo é uma prática originada há milênios. No entanto, foi nos últimos séculos que se acentuaram os ataques e o mundo iniciou um discurso antiterrorista para evitar que essa ameaça ganhe força.
De acordo com os historiadores, o primeiro grupo radical terrorista foi formado por judeus no século I, os chamados sicários, “Homens de punhal”. Os terroristas atacavam pessoas que eram a favor do domínio romano, fossem ou não judeus.
Já no século XI, uma seita muçulmana se formou e dedicou seus dias para exterminar os inimigos do Oriente Médio.
Mas afinal, por que o terrorismo é uma grande ameaça para o século XXI? Confira!

Ações terroristas do século XIX

Os grupos anarquistas no século XIX deram início ao terrorismo, no qual eles entendiam que o Estado era o inimigo principal desse grupo. Por isso, eles mantinham uma luta armada para constituir uma sociedade que não fosse sob os domínios do Estado. Assim, o foco não era a sociedade, mas sim, os governantes da época.

Evolução do terrorismo no século XX

Foi na segunda metade do século que houve uma ascensão das ações terroristas, com a expansão de grupos que iniciaram batalhas em prol dos seus objetivos.
Assim surgiram os grupos separatistas na Espanha, os bastos. Na Turquia e Iraque surgiram os curdos e, os muçulmanos criaram os Caxemira, além de organizações paramilitares de extrema-direita nos Estados Unidos.
Assim, com o desenvolvimento da tecnologia, as conexões em outros territórios se tornaram mais sofisticadas e o armamento bélico de alto poder destrutivo passou a ser parte desses grupos terroristas.

Ameaça do terrorismo no século XXI

Após o ataque ao World Trade Center, em 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, quando 19 terroristas sequestraram quatro aviões e coordenados por Osama Bin Laden, da rede islâmica al-Qaeda, mataram quase três mil pessoas, o terrorismo ganhou os holofotes pela letalidade dos ataques.
Desde então, diversos ataques ocorreram ao redor do mundo, todos comandados por grupos terroristas que afirmam realizar as ações por objetivos ideológicos e ligados às questões religiosas.

Expansão dos grupos terroristas

Diversos grupos terroristas atuam em diferentes continentes. Após o ataque aos Estados Unidos em 2001, uma grande caçada levou a morte do chefe da al-Qaeda, Osama Bin Laden. Mas, isso não foi o suficiente para acabar com o grupo terrorista de fundamentalistas islâmicos que tem forte atuação no Oriente Médio.
Recentemente o mundo assistiu as barbáries do Estado Islâmico que atua na Síria e, além de cometer atentados em diversos lugares do mundo, promove a guerra na região. Ataques isolados em diversos países ocorrem por soldados armados desses grupos, que se dizem mover por uma ideologia única.

Terrorismo no Brasil

Após sediar eventos mundiais esportivos, como a Copa do Mundo (2014) e as Olimpíadas (2016), a Polícia Federal intensificou as investigações terroristas dentro do país. Isso porque, o Brasil se tornou um potencial alvo, já que milhares de pessoas, de diferentes partes do mundo, estavam participando dos eventos.
Grupos islâmicos e adeptos de doutrinas extremistas vem sendo monitorados, mas não houve nenhuma ação registrada no país. Mas as investigações permanecem ativas, pois três brasileiros se uniram ao Estado Islâmico em 2018.
Então, o terrorismo parece estar longe do Brasil, mas é preciso estar atento, já que os grupos buscam por jovens que se deixam ser doutrinados para praticar os atos terroristas que estão programando.
Que tal, o que você acha do terrorismo? Você acredita que está em segurança por estar no Brasil? Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *