Os desafios da teologia na atualidade

Na atualidade, os desafios da teologia passam da negação à abordagem com cunho político, que torna a questão teológica cada vez mais singular.

Em uma sociedade que coloca em questão os conhecimentos científicos e teológicos, é preciso superar esse desafio e começar a romper essa barreira.

Mas afinal, quais são os desafios para falar sobre teologia na atualidade? Confira este post especial sobre o assunto!

A teologia na atualidade

A religião está em meio a um momento de alta competitividade do mercado econômico nacional e internacional. Assim, falasse cada vez mais sobre as diferentes religiões, que torna a teologia cada vez mais plural.

Com isso, cada vez mais uma única religião deixa de ser hegemônica e os espaços se abrem para a liberdade religiosa. Mas, apesar dessa abertura positiva, aumentam as questões relacionadas ao desrespeito e atos de violência quanto a diversidade religiosa.

Além disso, a rivalidade religiosa também tem gerado maior desconfiança entre as pessoas, trazendo prejuízos para a construção da cidadania.

As religiões e a queda do tradicionalismo

As mudanças sociais e culturais refletem diretamente na teologia. Afinal, os fiéis também mudam a forma de pensar e agir. Por isso, a discussão entre as religiões é como manter o caminho das religiões para aumentar o número de seus seguidores.

Se a igreja católica, nas suas diferentes vertentes, está seguindo para a tendência do tradicionalismo, muitas outras religiões estão se abrindo para reduzir os preconceitos e ter maior aceitação pela sociedade.

Assim, o papel da teologia é refletir sobre essa mudança para desenvolver novas formas de participação da igreja nos espaços públicos, tornando a sua presença na vida das pessoas mais significativa.

A práxis e a teologia

Um marco histórico para as religiões tem sido a teologia da libertação, justamente porque a tendência é que seja criada uma conexão entre a práxis (prática) e a teologia. Afinal, não faz sentindo manter a posição de opressor e oprimido entre a igreja e a sociedade, como acontecia nas décadas de 70 e 80.

Afinal, a democracia garante o direto à cidadania de todos e, com isso, a diversificação. Com isso, a ideia das religiões é se tornar cada vez mais agregadora, como prega a teologia da libertação.

Os problemas da teologia na atualidade

Milhões de pessoas estão em situação de miséria ao redor do mundo. Com isso, a vulnerabilidade social tem se tornado cada vez mais um afazer teológico. Isso porque, a igreja e as religiões tendem a se envolver de forma profunda com essas questões de pobreza e a exclusão social que advém dessa condição.

Assim, a teologia pública tende a agregar forças ao centralizar essas questões e, com base nos seus pressupostos, pode ser de grande valor para a sociedade. Afinal, apesar da polarização, as pessoas estão cada vez mais em busca de fé e autoconhecimento, para superar as questões sociais que geram fortes abalos.

Então, a teologia na atualidade tende a acompanhar as mudanças sociais, gerando mais espaço para a diversidade religiosa.

Que tal, o quais são as suas expectativas sobre os rumos da teologia na atualidade? Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *